Conheça a oxigenoterapia, serviço essencial na vida de quem tem doença pulmonar crônica

October 27, 2017

 A personagem principal do filme "A culpa é das estrelas" utilizava equipamento de oxigênio portátil, que promete melhorar qualidade de vida de pacientes crônicos

Foto: Fox Filmes / Divulgação

 

Alterações no coração, dores de cabeça, cansaço, falta de ar e esforço físico limitado. Esses são alguns dos efeitos colaterais dos cerca de 3 mil pacientes diagnosticados em Santa Catarina com a Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), que inclui enfisema pulmonar, bronquite crônica e asma grave. Esse grupo de pessoas compõe o perfil principal de usuários de oxigenoterapia e ventilação domiciliar — que consiste na administração de oxigênio suplementar para aumentar ou manter a saturação de oxigênio acima de 90% por meio de concentradores de oxigênio ou oxigênio líquido portáteis.

Para o médico pneumologista e intensivista do Hospital Nereu Ramos Israel Silva Maia, o grande desafio para aprimorar o serviço de oxigenoterapia e ventilação domiciliar é capacitar as equipes dos postos de saúde dos municípios, onde está a porta de entrada para o atendimento. 

 

"— O médico precisa ter consciência, no sentido de fazer um diagnóstico adequado e, além disso, uma indicação adequada ao tratamento porque a gente recebe muita solicitação de pacientes que na verdade não têm indicação. Então precisamos capacitar o médico para conhecer a doença e saber do que precisa para poder fazer solicitação. A capacitação de equipes de saúde de família que atuam diretamente com pacientes também é fundamental — explica o especialista, que acrescenta que o diagnóstico da necessidade do tratamento consiste em um exame de sangue que apresente oxigenação abaixa com pressão parcial de oxigênio no sangue abaixo de 60.

 

A oxigenoterapia
O oxigênio é uma necessidade básica para todos os seres humanos. O ar que respiramos contém 21% de oxigênio. Essa quantidade é suficiente para pessoas com pulmões saudáveis e para muitas com doença pulmonar. Entretanto, algumas pessoas com doença pulmonar são incapazes de obter oxigênio suficiente por meio de uma respiração normal e precisam de oxigênio extra para manter as funções vitais normais.

 

As doenças pulmonares
Adultos e crianças com doenças pulmonares como doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), fibrose pulmonar (FP), ou displasia broncopulmonar (DBP) podem precisar dessa terapia. O oxigênio extra protege seus corpos dos efeitos dos baixos níveis de oxigênio, ajudando-os a ter uma função melhor e permitindo que se mantenham mais ativos.

Nós da Home&Hosp oferecemos treinamento para médicos e fisioterapeutas aprenderem mais sobre a área de oxigenação home&care, basta entrar em contato conosco! 

 

 

Fonte: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Apneia do sono: o que é, como tratar e como prevenir

September 8, 2017

1/1
Please reload

Posts Recentes

February 22, 2018

January 12, 2018

November 24, 2017

Please reload

Arquivo